22/03/11

BRAINSTORMING ONLINE - DECADÊNCIA DO PROGRAMA 5S NAS EMPRESAS

Olá meus amigos e colegas, vamos fazer um Brainstorming. O tema é:

PORQUE O PROGRAMA 5S EM ALGUMAS EMPRESAS ENTRA EM DECADÊNCIA?

Lembrando que o programa é a base para o Sistema de Gestão da Qualidade, sem ele fica difícil implantar ou manter a Gestão da Qualidade na organização. Deixe seu comentário opinando qual o motivo que leva a decadência dos programas 5S nas empresas.
Não deixe de fazer seu comentário, é muito importante!

57 comentários :

  1. Um dos motivos é a falta de manutenção do programa 5S nas empresas.

    ResponderExcluir
  2. Gilberto Campos Silva -MBA (TJ)24 de março de 2011 07:57

    Eu acho que tudo é uma questão de cultura.
    tomemos por exemplo o japão, que em função da necessidade, desenvolveu e internalizou a cultura do 5s na base, ou seja, com as crianças, para que no seu tempo de vida, as práticas fossem automáticas, sem a necessidade de alguém forçando que este exista.

    Falei também da necessidade do Japão, o que é evidente em função de área disponível X população.

    No Brasil, infelizmente, só iremos reconhecer a importancia desta maravilhosa ferramenta/cultura, quando estivermos no limiar do desespero, quer seja por espaço, limpeza, disciplina e saúde.

    Abraço,

    Fonte: Linkedin

    ResponderExcluir
  3. Olá....Também tínhamos dificuldades para manter o Programa "vivo" na empresa. A solução foi a criação de manuais, treinamentos internos e auditorias mensais que são realizadas pelos próprios funcionários.
    Marcia.

    Fonte: Linkedin

    ResponderExcluir
  4. Wilson, bom dia!

    Não é apenas o programa 5S que entra em decadência nas empresas. Qualquer sistema implantado terá essa mesma característica caso não haja comprometimento da empresa. O programa 5S inicia-se com a formação de um grupo multidisciplinar, formação de auditores internos e define-se representantes da empresa para auxiliar e manter o programa implantado. Sem o comprometimento principalmente dessas pessoas o programa não terá sucesso. Talvez por não ser um programa que requeira uma certificação com demais normas regulatórias, que passam periodicamente por auditorias de manutenção não dão a mesma importância necessária.

    Nelson Oliveira

    Fonte: Linkedin

    ResponderExcluir
  5. Oi Wilson...
    O Programa 5S entra em decadência porque provavelmente a Alta Administração não comprou a idéia, para qualquer programa funcionar em uma organização tem que acontecer o efeito ''chuveiro'' e não o efeito ''bidê'',na prática o que mais vivenciamos é o efeito ''bidê'', de baixo para cima, aí não tem Sistema que resista por muito tempo!

    Abraços

    Fonte: Linkedin

    ResponderExcluir
  6. O programa 5S é uma cultura e não simplesmente uma ferramenta. Sem a cultura desenvolvida não é possível o 5S perpetuar.Fica por um pouco de tempo e depois se desmancha, mas isso vem da direção da empresa em entender o retorno.

    Fonte: Linkedin

    ResponderExcluir
  7. No meio da correria do dia a dia,todos sabemos q o 5s esta la ,a mas aa empresas,visao o lucro ,eles querem produçao,me diga se estou errado,ex:vc ja viu um tecnico em qualidade e um supervisor,se darem bem profissionalmente,cada um tem sua meta,e é,isso q eles seguem.

    Fonte: Linkedin

    ResponderExcluir
  8. Marcio Luciano Marin24 de março de 2011 08:06

    Um os fatores que influenciam na decadência do programa é achar que o mesmo trará resultados imediatos, bem como geralmente a alta direção não está comprometida com o programa, mais preocupada com os resultados do que com o trabalho em si.
    Este é um programa de qualidade, e deve estar internalizado em todos os colaboradores, e os mesmos devem ser encorajados, mas não forçados a aplica-lo, aí sim os resultados aparecem. Bem como o programa 5S deve ser considerado o primeiro de muitos passos para alcançar a escelência em qualidade. Creio que aí sim, considerando o programa como uma ferramenta para a excele^ncia o memo não cairá no esqucimento.

    Fonte: Linkedin

    ResponderExcluir
  9. 5s altera a cultura da empresa, se não houver a colaboração, compromentimento e disciplina de TODOS os colaboradores, este programa nunca irá funcionar em uma empresa.

    Fonte: Linkedin Group: Administradores

    ResponderExcluir
  10. Jose Siqueira Cavalcanti Neto24 de março de 2011 08:11

    O que o Flávio testemunhou é o que vejo acontecer: Projetos de mudança de comportamento (5S) sem que posteriormente exista um programa efetivo e estruturado de manutenção / reforço desse novo comportamento. Outra questão é que se na própria mudança implementada pelo 5S não houver a preocupação de ser participativa, mas sim impositiva, na primeira oportunidade o programa naufragará.

    Fonte: Linkedin Group: Administradores

    ResponderExcluir
  11. Bem provavel pela educação da pessoa antes de conhecer o pragrama... que tem origem no Japãp.. pais onde se cata lixo com pinça....

    Fonte: Linkedin Group: Administradores

    ResponderExcluir
  12. Rogério Espírito Santo24 de março de 2011 08:14

    Eu completaria o pensamento do Márcio dizendo que, geralmente, da maneira com que é conduzido, o foco do 5S fica restrito à obtenção de um status, para alcançar uma meta num determinado momento, sem que, a comunidade internalize nem reproduza aquelas atitudes posteriormente, ou seja, aquilo não passa a fazer parte da cultura do grupo. Consequentemente, tudo que se obtém durante a aplicação pontual do programa, acaba se esvaindo no decorrer do tempo: após a "festa" tudo volta a ser como antes e a equipe fica de novo na esperança de ver surgir um outro programa para ter camisas, chaveiros, refrigerantes, e ai, começar tudo mais uma vez.

    Group: Novos Planos - Empregos e Vagas Vip

    ResponderExcluir
  13. Creio eu que seja pela nossa cultura ser plenamente diferente da cultura japonesa, as pessoas ainda não entenderam que isso influencia diretamente em tudo nas empresas.

    Fonte Linkedin Group: VAGAS.com.br

    ResponderExcluir
  14. Boa tarde à todos. Resumindo meu pensamento Wilson, segue um artigo que reflete minha opinião e pode surpreender muitos colegas e profissionais. Uma situação comum devido ao conceito mal divulgado. Resultado: falha na continuação do programa 5S.
    http://www.qualidade.com.br/internas/int1.php?item1=39&item2=62&item3=&idIntA=28&item1=47&item2=66
    Abraço.

    Fonte Linkedin Group: Administradores

    ResponderExcluir
  15. Marcio Luciano Marin24 de março de 2011 08:18

    Rogério, você colocou da melhor forma, a maioria dos programas aplicados nas empresas possuem esta característica, a de ser uma novidade, mas com curta vida, pois a empresa que utiliza ferramentas da qualidade para status não irá longe em questão da qualidade, poucas são as empresas que internalizam a qualidade como um valor e trabalham para este fim. bem como possuem a capacidade de liderar sua equipe buscando este foco, o da qualidade como um diferncial competitivo, e não como uma "perfumaria" da empresa. Wilson, parabéns, muito oportuna esta discussão.

    Fonte Linkedin Group: Novos Planos - Empregos e Vagas Vip

    ResponderExcluir
  16. Ola Wilson.
    Nas empresas que conheço onde o programa fracassou não houve empenho da alta gerência após sua implantação. O programa tem de ser reavaliado dia a dia e sem o exemplo das pessoas de comando, a média gerência perde argumentos para continuar levando a frente depois da implantação.

    Fonte Linkedin Group: Networking São Paulo

    ResponderExcluir
  17. Andressa Cerqueira Ventura24 de março de 2011 08:21

    Olá, pessoal!
    Acredito que o programa 5S falha quando há falta de empenho, disciplina e persistência por parte dos envolvidos.

    Abraço.

    Fonte Linkedin Group: Administradores

    ResponderExcluir
  18. Silvio Mario Esturari24 de março de 2011 08:23

    Não acredito, eu acho que a maior parte termina virando uma rotina importante a ser seguida, apenas muda o nome enriquece e se transforma se unindo a outras ferramentas.
    Como por exemplo a evolução em diversas empresas do Sistema Toyota de Produção, Sistema tal tal de Produção..., Programas de Melhorias e outros que passam sempre pelo %S e o PDCA, faz com q na ferramenta Check vc também verifique se esta tudo conforme o padrão para manter ou melhorar quando possível.

    Fonte Linkedin Group: Qualidade Grátis

    ResponderExcluir
  19. Estar bem informado, é essencial no desenvolvimento de qualquer carreira profissional. Com certeza o aspecto da informação para os profissionais de Administração e Marketing precisam ser imprescindíveis no planejamento das soluções de Sucesso.
    Planejamento e Controle Organizacional precisam estar conectados em Tempo real. As Empresas; As Corporações; As grandes Organizações estão sempre em busca de um Diferencial com foco no Empreendedorismo.
    Ser Empreendedor é demonstrar para o Universo Empresarial, ações e realizações construtivas e efetivas de maneira eficiente e eficaz .
    A Inovação constante em todos os sentidos organizacionais deve estar sempre presente sendo algo fundamental nas presentes e futuras decisões a serem tomadas para o sucesso da Empresa e do Profissional.

    Fonte Linkedin Inmail

    ResponderExcluir
  20. Luís Henrique Tischler de Freitas24 de março de 2011 08:25

    Andressa acredito que toda e qualquer mudança com ênfase em buscar qualidade ela deve ser aplicada, analisada, conferida e readaptada continuamente, pois muitas vezes caimos no continuismo e relaxamos.
    Parabéns ao assunto abordado.

    Fonte Linkedin Group: Administradores

    ResponderExcluir
  21. Na verdade a decadência está na liderança dessas empresas, onde muitas das vezes o grupo operacional não compreende bem os reais valores e beneficios que o programa vem a oferecer. Muitos, as vezes praticam 5S inconcientemente sem saber associar ao 5S, exemplo: Arrumar a casa, identificar os potes de suprimentos (arroz,feijão, açucar, café, farinha), manter separadamente as roupas de cada um na casa, sempre fechar as janelas quando houver uma forte ventania, para não sujar a a casa já limpa. Todas essas e muitas outras atividades que exercemos em casa são "5S", o que precisa é falar a mesma lingua dos operadores,passar corretamente a mensagem e nunca desistir, pois isso acaba virando hábito.

    Fonte Linkedin Group: PDCA (Plan > Do > Check > Act)

    ResponderExcluir
  22. 5S é um conceito base em se tratando em organização, é fundamental praticarmos.

    Fonte Linkedin Group: PDCA (Plan > Do > Check > Act)

    ResponderExcluir
  23. Leonardo Marin Fonseca Montes24 de março de 2011 08:28

    Acredito que a grande oscilação de demanda, faz com que os empresários fiquem reciosos em contratar mão-de-obra e posteriormente ter que rescedir o contrato. Isso faz com que trabalhamos em ritmos de horas-extra e à todo vapor, fazendo com que deixemos um pouco para 2º plano alguns detalhes que fazem a diferença.
    Aproveitando o comentário acima (Silvio Mario Esturari), ano passado nos deparamos com um fato, que quebrou alguns paradigmas. a Toyota, que sempre foi exemplo para as grandes empresas, acabou deixando a demanda falar mais alto, e gerou uma grande insatisfação e com certeza um prejuízo incalculável.
    Entendo como é difícil administrar o mercado das indústrias, principalmente a de montadoras, com a sua demanda tão instável.

    Fonte Linkedin Group: Qualidade Grátis

    ResponderExcluir
  24. Marcio Luciano Marin24 de março de 2011 10:09

    Rogério, você colocou da melhor forma, a maioria dos programas aplicados nas empresas possuem esta característica, a de ser uma novidade, mas com curta vida, pois a empresa que utiliza ferramentas da qualidade para status não irá longe em questão da qualidade, poucas são as empresas que internalizam a qualidade como um valor e trabalham para este fim. bem como possuem a capacidade de liderar sua equipe buscando este foco, o da qualidade como um diferncial competitivo, e não como uma "perfumaria" da empresa. Wilson, parabéns, muito oportuna esta discussão.

    Fonte LinkedinGroup: Novos Planos - Empregos e Vagas Vip

    ResponderExcluir
  25. Leonardo Bezerra de Menezes Filho24 de março de 2011 12:00

    As colocações feitas no grupo são, em sua maioria, muito pertinentes.
    Essa ferramenta é muito importante e na maioria das médias e grandes empresas ela persiste e se mantém culturalmente muito forte.
    São vários os fatores, mas os principais motivos pelos quais ela declina em algumas empresas se referem a falta de cultura na própria empresa como por exemplo:
    * Quando não existe comprometimento da direção (board) da empresa.
    * Quando Comitê 5S não possui sistema de manutenção e de auditorias sistêmicas.
    * Quando o Grupo de Multiplicadores “não multiplica” e não “forma opinião positiva” para seus pares, e dessa forma não comunicam a filosofia 5S de forma integral, concentrando esforços no estágio primário (parte física), omitindo a parte evolutiva (intelectual e emocional)
    * Quando os gerentes, em sentido amplo, não lideram e, por isso, não compartilham a “visão do futuro” com liderados, distorcendo a filosofia do Programa , o que acaba gerando descrédito de todos para com o programa;
    * Quando o Comitê 5S, falha na integração, na manutenção diária, na manutenção semestral e na comunicação e celebração permanente dos resultados.

    Essas anomalias dos processos de implementação do programa 5S são muito conhecidas e não raros, nas empresas onde o programa não consegue se manter, temos 02 ou mais desses fatores citados acima, muito presentes e fortes.

    Fonte Linkedin Group: VAGAS.com.br

    ResponderExcluir
  26. Realmente, todos comentarios estão corretissimos, infelizmente é isso que esta acontecendo aqui no Brasil, diferente do Japão. Nossa cultura está um pouquinho atrazada.
    5 S so funciona quando tem uma visita de cliente, ou uma auditoria, dai todos começam a limpar e organizar tudo.
    Sendo que isso devem ser mantido todos dias, e deveria virar uma rotina .
    Talvez com muita conciência isso mude, e com muita supervisão.

    Edvaldo Sorocaba
    Professor de Metrologia
    Sorocaba SP

    ResponderExcluir
  27. É verdade Edvaldo, apenas em momentos de auditorias ou visitas a cultura aparece!!!

    ResponderExcluir
  28. Bom dia,

    Eu acho que tudo é uma questão de cultura.
    tomemos por exemplo o japão, que em função da necessidade, desenvolveu e internalizou a cultura do 5s na base, ou seja, com as crianças, para que no seu tempo de vida, as práticas fossem automáticas, sem a necessidade de alguém forçando que este exista.

    falei também da necessidade do Japão, o que é evidente em função de área disponível X população.

    No Brasil, infelizmente, só iremos reconhecer a importancia desta maravilhosa ferramenta/cultura, quando estivermos no limiar do desespero, quer seja por espaço, limpeza, disciplina e saúde.

    abraço,

    Em 22/03/11 8:10, Wilson Miranda escreveu:

    ResponderExcluir
  29. Olá Gilberto, tomara que o Brasil reconheça a cultura 5S antes!

    ResponderExcluir
  30. o programa 5s esta ai ,e e real,pois é uma otima ferramenta de administração da qualidade, o problema é a maneira de como foi implantado o programa.
    um importante consultor da juse (japão),onde ele recomenda começar o programa 5`s fazendo uma grande faxina, no sentido fisico e mental,istó é prepara a empresa para implantação do programa e dai em diante implantar nas pessoas da organização, um olhar mais holistico, entre si com vista na empresa .
    não adianta,e nunca adiantará implantar um programa de 5´s em uma empresa,se a empresa tem em seu quadro funcionário que recebem um salário minimo por mês,e esse funcionário paga aluguel,tem 3 filhos,esses funcionários não irão adquirir conciência de que o programa será favoravel aos mesmos,pois o programa estaria indo de contra mão ao programa, que se bem compreendido preza muito ao social.

    ResponderExcluir
  31. Certo, temos que considerar a "motivação" dos colaboradores!

    ResponderExcluir
  32. Na empresa que eu trabalho a implantação do 5's foi um sucesso, mas sua manutenção foi um fracasso, acho que foi a melhor definição que ja ouvi do 5's que não se trata de uma ferramenta como insistimos em dizer e sim uma cultura, na minha empresa a falta de.

    ResponderExcluir
  33. Eu também Robinson, achava que o 5S era considerado apenas uma ferramenta, quando na verdade é uma cultura.

    ResponderExcluir
  34. Bom dia, atualmente o processo que leva a cultura de 5S a viver um período de decadência que eu percebi foi que, empresas preocupam-se estudam e vão em busca de profissionais para implantar o 5S, porém vejo que manutenção desse programa ou dessa cultura fica defasada tanto da parte dos que chefes quanto da parte dos colaboradores, os chefes tem que dar o exemplo e não só cobrar e manter os colaboradores motivados,os colaboradores tem que assimilar que é uma cultura para a vida e não mais um projeto e tem que ser contínua.

    ResponderExcluir
  35. Oi Camila;
    Você foi feliz no comentário. O 5S deve ser executado por todos. Não adianta só os responsáveis cobrar, tem que mostrar na prática também.

    ResponderExcluir
  36. Simplesmente porque a maioria das empresas os "implementa" por modismo com cunho político de gestão interna.

    A cultura da empresa não foca a gestão abrangente do negócio e sim, temporalmente, realiza programas como este e similares para uma conotação de "modernidade" e "mudança de hábitos" ao Clente Externo e Interno

    Fonte Linkedin Group: PDCA (Plan > Do > Check > Act)

    ResponderExcluir
  37. Olá Edgard;
    Seu comentário foi muito importante; algumas empresas implantam o 5S devido á modernidade, pra dizer que tem o programa implantado, mas...

    ResponderExcluir
  38. Rafael Felipe de Medeiros Vaz29 de março de 2011 20:07

    Muitas das vezes os operadores que são os responsáveis pelo sucesso do 5S não entendem como proceder para a realização do mesmo e acham frescura, porém quando uma ferramenta de trabalho é mudada de lugar ele se dá conta da necessidade da padronização e coerência da organização no posto de trabalho, o que tenho observado é que os supervisores cobram dos operadores o 5S porém a formação necessária não é dada ou não utilizam a linguagem operacional de forma que não absorvem a essência do tema.

    Fonte Linkedin Group: PDCA (Plan > Do > Check > Act)

    ResponderExcluir
  39. Ordenando o raciocínio, primeiramente o sistema 5Ss trata de sensos ou percepções e estes, podemos verificar que estão atrelados a paradigmas que por sua vez norteiam comportamentos.
    No Japão, onde o sistema "nasceu", há uma identidade milenar de altruísmo ou seja, o senso de pertencer a algo maior, um todo, uma nação e/ou mesmo uma equipe com objetivo único.
    A percepção está ligada intrinsicamente ao conhecimento e educação, o que está em falta em nosso país, pois 97% da população tem apenas até o segundo grau, então a visão sistêmica fica muito vaga para este pessoal. Até trabalhando com dados matemáticos palpáveis é muito difícil conscientizar de que se a equipe atinge um objetivo (resultados) estes são repartidos e que o individualismo não gera valor.
    Por isso que em muitas empresas o processo inicia, porém não tem continuidade, pois as pessoas não tem o senso de que os resultados qualitativos (que só se percebe) levam aos quantitativos que eles tanto almejam!!!

    ResponderExcluir
  40. Olá Clayton;
    Excelente visão sistemica! Parabéns.

    ResponderExcluir
  41. Educação é um processo contínuo. Caso se inicia e não se dê continuidade todo trabalho entra em decância, pois para de evoluir.
    Uma metáfora que se enquadra bem é: implantar GQT é como estar em uma escada rolante que está descendo quando você pára já está descendo.
    Na verdade isso serve para quase tudo na vida.

    Tiago Lira Vieira

    ResponderExcluir
  42. Correções feitas.

    Educação é um processo contínuo. Caso se inicie e não se dê continuidade todo trabalho entra em decadência, pois não há evolução.
    Uma metáfora que se enquadra bem é: implantar GQT é como estar em uma escada rolante que está descendo quando você pára já está decaindo.
    Na verdade isso serve para quase tudo na vida.

    Tiago Lira Vieira

    ResponderExcluir
  43. Acho que fica difícil para as empresas modificarem suas metodologias de trabalho, porque as mesmas já estão enraizadas e a maioria dos empresários pensa que será oneroso modificar tais metodologias e ao contrário do que muitos pensam acaba saindo mais barato promover tais mudanças sugeridas pelo processo do 5S do que manter a forma atual de trabalho. A filosofia no Brasil é a de mudar pra quê....

    ResponderExcluir
  44. Tiago Lira, obrigado pelo comentário! Enriqueceu o Brainstorming.

    ResponderExcluir
  45. Luiz Fernando de Oliveira6 de abril de 2011 12:34

    O 5S assim como qualquer programa e/ou metodologia exige treinamento e compremetimento e resultados. Senão vira mais um "modismo" transitório..ou entra para a lista dos famosos "Me engana que eu gosto corporativo" como tantos outros.

    Fonte LinkedIn Group: Experiências na gestão da qualidade

    ResponderExcluir
  46. Sou da mesma opinião do Gilberto Campos. O problema já começa pelo nome "PROGRAMA 5S". Se você tiver oportunidade de ir ao Japão, irá ver que não tem exortações e nem placas de 5S nas empresas, pergunte a algum japonês se ele ouviu alguma vez falar em 5S. Estes 5 sensos, são a base da cultura japonesa a muito tempo.

    Marcelo Carvalho dos Anjos via linkedin

    ResponderExcluir
  47. Sidnei Sanches Santana3 de maio de 2011 15:35

    Acredito que nenhum processo se sustenta sem uma retro-alimentação, quanto mais um programa de qualidade - mesmo o 5S que é a base - entendo que para os processos e programas a serem implantados nas empresas devem contemplar a ferramenta PDCA que retro-alimenta qualquer projeto. Outra questão é a cultura existente na organização, sabemos que alterar a cultura leva tempo e dedicação. O que diferencia a cultura ocidental (mais capitalista) da oriental (origem do 5S) é exatamente a pressa em se obter resultados. O programa 5S proporciona resultados visíveis no momento de sua implantação,mas, com o passar do tempo outros programas vão chegando e se sobrepondo a ele que fica perdido e/ou mesmo esquecido, porque não apresenta mais resultado visível e pontual ou seja seu impacto é inicial. Entendo que é uma falha de gestão se o programa entra em decadência, faltou o PDCA e a mudança de cultura dos envolvidos. Este é outro, senão o aspecto mais importante - A CULTURA - todos os colaboradores tem de se sentir donos do programa, não pode estar centrado em uma única pessoa, melhor ainda que ele esteja arraigado na cultura (este é o segredo do sucesso no mundo oriental). O 5S original (japonês) não era um programa, um projeto ou uma ferramenta - ERA FILOSOFIA, logo, era a expressão da CULTURA. Então, se é cultura todos praticam a começar pela alta liderança, se é cultura, contagia as gerações vindouras.
    Desenhei um programa 5S e atuei como Coordenador-Facilitador do programa, revelando a importância e os resultados almejados, delegamos todas as tarefas e compartilhando as responsabilidades a cada um dos atores envolvidos (mexemos na cultura). Eles criaram o "mascote", o sistema de "comunicação", o controle de "resultados", o comitê de auditoria e o programa permaneceu ativo por mais de 5 anos, e continuaria mais se não fosse a reestruturação geral da empresa em função de ter sido vendida. As novas proprietárias não se interessaram por nada que estava implantado - aniquilaram a cultura existente e substituíram praticamente 100% dos colaboradores em 3 anos. A empresa tem 250 funcionários.

    Fonte: LinkedIn

    ResponderExcluir
  48. Obrigado pelo comentário Sidnei!
    Excelente!

    ResponderExcluir
  49. O motivo do 5S funcionar no Japão é devido aos funcionários lá serem tratados como gado dentro das empresas e serem ameaçados de todas as maneiras pelos superiores. Eu vi pessoalmente.
    Já do lado de cá, sugiro aos gestores de 5S que acompanhem seus "colaboradores" do chão de fábrica na volta às suas casas. Peguem os ônibus imundos e lotados, fiquem como sardinhas por horas, andem quilômetros para chegar em casa e vivenciem as condições de infraestrutura onde esse pessoal mora. De volta à empresa coloquem um botton de 5S neles e os façam agir como lordes ingleses.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito....posso acrescentar também falta de investimentos...5S..cultura, investimentos, auditorias, baixa rotatividade,

      Excluir
  50. Excelente comentário anterior! A falta de investimento também é um dos fatores chaves para a decadência do Programa 5S.

    ResponderExcluir
  51. 5S é quebra de paradigmas, não manual de normas e procedimentos. Não adianta impor é preciso aculturar. Penso que existe um ranço das diretorias e falta de atuação de Gestores de RH para que ele se mantenha vivo e sendo retransmitido na renovação de colaboradores.
    Fato primordial é que se tem que colocar o cravo, sempre será na cruz do gestor. Se não houver gestão que contemple a manutenção do processo, nada acontece.
    abraços

    ResponderExcluir
  52. Acredito que seja a falta de manutenção e treinamento aos colaboradores. Atuo em um Hospital que hoje temos por volta de 1200 colaboradores, implantamos o programa 5s em 2010, e funciona brilhantemente. Mas para que isso aconteça trimestralmente temos uma comissão organizadora composta pelos proprios colaboradores que realizam auditorias nas áreas. Na Intergração aos novos colaboradores disseminamos o programa, é um trabalho continuo, se não houver este entendimento partindo das lideranças com certeza a ferramenta ficará em 2ºplano.

    ResponderExcluir
  53. ...dentro de uma grande empresa há outas empresas de menores portes, que no caso são os setores da empresa, e estes "brigam" entre si para atingir suas metas ( que contemplam a mesma empresa), e estas brigas vem da necessidade dos colaboradores em achar culpados por hora para algo que não funciona. Bem vamos ao que interessa, 5S não demite ninguém, se não praticado em algum momento os acionistas nem o sentem, ja a perca de produção manda genta grauda embora e os acionistas percebem de imediato sua decadência, ou seja, mundo capitalista meu caro. Obs: Eu falei por hora, pois a ausência permanente de 5S condena qualquer processo de produção, a médio prazo.

    ResponderExcluir
  54. Trabalhei com a implantação da certificação ISO-9002 onde o 5"S" é a base desse processo, afinal não é viável um padrão de qualidade sem organização, e o grande problema que algumas empresas tem para manter esse padrão é o não comprometimento por parte dos funcionários, vale lembrar ainda que isso deve-se a forma de administrar e conduzir a empresa após a certificação, formando colaboradores e essas pessoas serão responsáveis por um setor ou departamento que a empresa o nomear, o Senso de Organização é isso e se não for desta forma as chances de se perder e perder a certificação é praticamente certa.

    ResponderExcluir
  55. porque muitas empresas sempre focam a certificação e quando o conseguem deixam tudo de lado, a certificação ou recerticifação serve apenas para mostrar as seus clientes que se tem ISO e que por isso sue produto tem que ser mais caro ou ate para a empresa conseguir novos contratos. quando o objetivo da ISO é alcançado todas as praticas de qualidade dentre elas o 5S são deixadas de lado e focam sempre na produção.

    Dennys de Britto

    ResponderExcluir